Abril de 2018 marca a atualização do alvará de construção do grupo FM Magalhães.

O alvará do Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC) foi alterado para a classe 6, o máximo atingível. Este aprimorar de alvará demonstra, uma vez mais, a credibilidade do grupo FM Magalhães. Considerando a exigência do mercado atual, este alvará classe 6 reflete a necessidade estratégica ao nível de recursos humanos técnicos com vista a satisfazer as suas e as necessidades dos seus clientes.

O grupo FM Magalhães foi candidato ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2018 (PNRU), promovido pela revista Vida Imobiliária.

O grupo FM Magalhães foi a votos no PNRU nas categorias Comercial e Serviços, com o Edifício-Sede, e Residencial, com o complexo habitacional Mira Rio.

O prémio, considerado um dos mais importantes do ramo a nível nacional, contemplou 76 candidatos das mais variadas categorias. A gala para premiar os vencedores foi no dia 9 de maio e o grupo FM Magalhães esteve presente. O prémio não foi alcançado mas o facto de estar presente perante tantos e tão qualificados edifícios foi uma honra para o grupo e uma nova prova da credibilidade, competência e longevidade da FM Magalhães.

CLIQUE AQUI para ver o dossier de apresentação do EDIFÍCIO-SEDE

CLIQUE AQUI para ver o dossier de apresentação do MIRA RIO III

A segunda obra da FM Magalhães no Instituto Politécnico Cávado e Ave (IPCA) iniciou-se em fevereiro de 2018.

Após o sucesso na remodelação interior da Escola Superior de Gestão, a FM Magalhães ficou encarregue da construção da Portaria do Campus IPCA. É prevista a construção de edifício e arranjos exteriores. Orçada em 80 mil euros.

O grupo FM Magalhães foi candidato ao Prémio Nacional Imobiliário, promovido pela Magazine Imobiliário nas categorias Habitação e Escritórios.

O arranque de 2018 destaca um novo marco para o grupo FM Magalhães. Pela primeira vez no decurso da sua história, a empresa foi a votos no Prémio Nacional Imobiliário, um evento da Magazine Imobiliário que premeia os melhores edifícios do país. Naqueles que já são apelidados os Óscares do imobiliário, a FM Magalhães foi a votos nas categorias habitação, com o complexo habitacional Mira Rio III, e escritórios, levando a concurso o Edifício-Sede do grupo.

O Grupo FM Magalhães não logrou os desejados prémios mas fica assente o reconhecimento do meio.

Se quiser ficar a conhecer os dossiers que o grupo FM Magalhães levou a concurso, veja abaixo:

Clique aqui para ver o DOSSIER de apresentação do EDIFÍCIO-SEDE

Clique aqui para ver o DOSSIER de apresentação do MIRA RIO

A FM Magalhães foi responsável pela reabilitação da Sede da Cooperativa Agrícola de Barcelos. Uma obra orçada em 395.000€, que incluiu construção e arranjos exteriores.

A reabilitação da Sede da Cooperativa Agrícola de Barcelos, concluída em dezembro de 2017, é mais uma demonstração inequívoca da visão comunitária e responsável da FM Magalhães para a região.

A aliança entre a FM Magalhães e a Cooperativa de Barcelos, uma das mais históricas e importantes instituições do concelho, resultou de forma exemplar e reforça a importância de ambos os agentes.

Novembro de 2017 assinala uma efeméride para mais tarde recordar na FM Magalhães: deu-se início à obra Republic Residence, o primeiro complexo habitacional do grupo na cidade do Porto.

O empreendimento prevê a construção de 14 habitações, entre T1 e T2, e uma loja comercial. Situado no coração do Porto, na Praça da República (a escassos metros da Trindade, Avenida dos Aliados e baixa), este complexo habitacional é mais uma demonstração da força do grupo FM Magalhães, que abre horizontes para novos pontos do país, já depois de ter construído em Ponte da Barca e Esposende.

O Republic Residence tem conclusão prevista para 2019.

Em outubro de 2017, a FM Magalhães deu início à construção do Living Rio, complexo habitacional na zona histórica de Barcelos.

Os apartamentos disponíveis são T3 e T4, com áreas compreendidas entre os 140m² + 80 logradouro e os 200m². Todos possuem garagens com 30m². Com conclusão prevista para o arranque de 2019, o Living Rio localiza-se perto do rio, da ponte e do castelo, alguns dos pontos mais aprazíveis da cidade. A arquitetura do empreendimento foi altamente ponderada e o seu desenho, numa área cujo edificado é rústico, é funcional e adapta-se na perfeição com o envolvente, através do rigor e beleza das suas linhas. No interior, os acabamentos, como habitual nas obras FM Magalhães, primam pela excelência: carpintaria lacada, armários embutidos, revestimento dos WC’s em mármore creme marfil, cozinha equipada com forno e placa indução Bosch, entre outros.

A FM Magalhães, conhecida por quebrar barreiras e pela visão distinta ao longo da sua história, deposita no Living Rio a esperança de impulsionar o imobiliário numa das zonas mais belas de Barcelos.

Uma das associações mais queridas do concelho de Barcelos, a Associação de Pais e Amigos de Crianças (APAC) uniu esforços com o grupo FM Magalhães para a realização do ajardinamento e parque do Centro de Acolhimento Temporário.

Esta empreitada abrange 250m² de arranjos exteriores e está previsto um custo de 27 mil euros.

Em agosto de 2017, o grupo FM Magalhães foi responsável pela remodelação das áreas de detenção do destacamento GNR Barcelos.

O comando territorial de Braga da Guarda Nacional Republicana foi o proprietário desta obra, orçada em 30 mil euros. A remodelação das áreas de detenção confinou 50m², relativo a interiores.