O Grupo fmMAGALHÃES orgulha-se do ano 2018, tendo sido este o ano ex-líbris no reconhecimento nacional na nossa principal área, Imobiliário, Arquitetura, Engenharia e Construção.

Depois das nomeações ao Prémio Óscares do Imobiliário (Magazine Imobiliário) com 2 edifícios nomeados para as categorias habitação, Ed. Mira Rio 3 e escritórios a Sede do Grupo fmMAGALHÃES, e também para o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana com os mesmos edifícios designados anteriormente, chegou a vez de uma inesperada e surpreendente nomeação nos Prémios Construir 2018 dos mais prestigiados a nível nacional, fazem referência ao que melhor se faz na Construção e Imobiliário em geral, categorizando e valorizando áreas com a Arquitetura, Engenharia, Construção nacional e na internacionalização das empresas Portuguesas.

Os prémios e categorias existentes são:

  • Arquitetura melhor Projeto público
  • Arquitetura melhor Projeto privado
  • Arquitetura melhor Projeto de reabilitação (Sede do Grupo fmMAGALHÃES)
  • Arquitetura melhor Atelier
  • Engenharia melhor Projeto público
  • Engenharia melhor Projeto privado
  • Engenharia Internacionalização
  • Engenharia Fiscalização e coordenação
  • Engenharia melhor Gabinete
  • Construção melhor Construtora
  • Construção Internacionalização
  • Construção Sustentabilidade
  • Imobiliário melhor edifício escritórios
  • Imobiliário melhor edifício residencial
  • Imobiliário melhor espaço comércio e serviços
  • Imobiliário melhor empreendimento turístico
  • Imobiliário melhor Consultora

A nossa nomeação está entre os 6 melhores projetos de Arquitectura de reabilitação, com o edifício sede do Grupo fmMAGALHÃES, projeto exterior do Arq. Pedro Magalhães e interior da Arq. Sandra Magalhães.

Em baixo temos os links de noticia e conteúdo onde se pode votar nas categorias em questão.

Que ganhem os melhores.

Notícia:

Conheça os nomeados para os Prémios CONSTRUIR 2018

Conteúdo notícia:

http://premios.construir.pt/2018/

 

Setembro de 2018 fica marcado pela adjudicação e conclusão da construção de uma pequena intervenção de arranjos exteriores no campus do Instituto Politécnico Cávado e Ave (IPCA).

Os trabalhos contemplaram apenas a execução de 30 metros lineares de bancos exteriores em Granito, 6 conjuntos de mesas cadeiras e papeleiras exteriores tipo AMOP em Betão entre outros trabalhos de manutenção exteriores.

Este trabalho foi executado perto da cantina do IPCA e visa contemplar os alunos com uma melhor qualidade nos seus recreios e almoços e poderem assim conviver ao ar livre.

imagem IPCA Instagram

Está concluída mais uma etapa do empreendimento Vida Nova, um complexo habitacional que se revelou um verdadeiro sucesso do grupo FM Magalhães.

Após a conclusão do lote 11 em dezembro de 2016, o parque residencial Vida Nova vê concluído o lote 10 da modalidade de moradias V4. Foram entregues cinco moradias, algumas delas personalizadas e com detalhes ao gosto do cliente. Está previsto, para o final de setembro, a conclusão de mais cinco moradias, correspondentes ao lote 9, que darão por finalizada a totalidade do empreendimento Vida Nova.

O empreendimento Vida Nova, idealizado em várias fases, iniciou em 2004 em Vila Frescainha São Martinho e revelou-se imediatamente um fenómeno de vendas, refletido na arquitetura, funcionalidade e comodidade das moradias, divididas pelas tipologias 3 e 4.

O grupo FM Magalhães, em mais um passo arrojado, orgulha-se do sucesso de uma empreitada que trouxe, inequivocamente, uma “vida nova” a mais uma freguesia do concelho.

O grupo FM Magalhães reabilitou o Edifício Condes de Barcelos, vulgarmente conhecido por edifício Albergaria. Esta obra considerou trabalhos de fachadas e coberturas.

A empreitada representa um foco de interesse público no concelho de Barcelos. Na cobertura deste edifício, a retirada de fibrocimento, que contém uma substância cancerígena, o amianto, e a colocação de painel sandwich significa uma evolução na qualidade de vida dos habitantes locais. A obra demonstra o caráter socioambiental de uma empresa cada vez mais firme na região.

Além das coberturas, o grupo FM Magalhães foi responsável pela lavagem e pintura da fachada e pela lixagem e envernizamento dos tetos de madeira no exterior. O projeto teve um custo de 144.040€.

Está concluída a realização do parque e ajardinamento do Centro de Acolhimento Temporário na Associação de Pais e Amigos de Crianças (APAC). Mais uma importante obra do grupo FM Magalhães, uma empresa cada vez mais consolidada na região.

A empreitada arrancou em setembro de 2017 e assinalou mais uma parceria entre o grupo FM Magalhães e a APAC. A obra incluiu a realização do parque infantil e ajardinamento no Centro de Acolhimento Temporário. Este projeto traduz uma reforma significativa nos equipamentos da APAC, uma das instituições mais queridas e profícuas de Barcelos. Ilustra de igual modo o caráter solidário presente no grupo FM Magalhães, que, cada vez mais, carrega consigo uma reputação cooperativa entre agentes locais.

Esta empreitada abrangeu 250m² de arranjos exteriores e teve um custo de 27 mil euros.

Junho de 2018 fica marcado pela conclusão da construção da portaria do campus do Instituto Politécnico Cávado e Ave (IPCA).

O grupo FM Magalhães, depois de ter sido responsável pela remodelação interior da Escola Superior de Gestão do IPCA, orgulha-se de concluir mais uma obra numa das mais importantes instituições do concelho de Barcelos.

A construção da portaria do campus do IPCA enquadrou 280 metros quadrados de obra, divididos pelo edifício e arranjos exteriores. A empreitada iniciou em fevereiro deste ano, estando agora finalizada.

Depois da realização do complexo habitacional Alto da Barca, o grupo FM Magalhães regressa com as gruas a Ponte da Barca, desta vez para uma obra pública.

O grupo FM Magalhães é o responsável pela Construção da Extensão Operacional do Quartel dos Bombeiros de Ponte da Barca. A empreitada pública terá um custo de 800 mil euros e é da propriedade da Associação Humanitária dos Bombeiros de Ponte da Barca. As obras incluem 1500m² para o edifício e 2500m² para arranjos exteriores. O prazo de conclusão da empreitada está estipulado nos 365 dias.

Saúda-se o regresso do grupo a Ponte da Barca, onde ainda dispõe de apartamentos para venda, no complexo habitacional Alto da Barca.

Abril de 2018 marca a atualização do alvará de construção do grupo FM Magalhães.

O alvará do Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC) foi alterado para a classe 6, o máximo atingível. Este aprimorar de alvará demonstra, uma vez mais, a credibilidade do grupo FM Magalhães. Considerando a exigência do mercado atual, este alvará classe 6 reflete a necessidade estratégica ao nível de recursos humanos técnicos com vista a satisfazer as suas e as necessidades dos seus clientes.

O grupo FM Magalhães foi candidato ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2018 (PNRU), promovido pela revista Vida Imobiliária.

O grupo FM Magalhães foi a votos no PNRU nas categorias Comercial e Serviços, com o Edifício-Sede, e Residencial, com o complexo habitacional Mira Rio.

O prémio, considerado um dos mais importantes do ramo a nível nacional, contemplou 76 candidatos das mais variadas categorias. A gala para premiar os vencedores foi no dia 9 de maio e o grupo FM Magalhães esteve presente. O prémio não foi alcançado mas o facto de estar presente perante tantos e tão qualificados edifícios foi uma honra para o grupo e uma nova prova da credibilidade, competência e longevidade da FM Magalhães.

CLIQUE AQUI para ver o dossier de apresentação do EDIFÍCIO-SEDE

CLIQUE AQUI para ver o dossier de apresentação do MIRA RIO III

A segunda obra da FM Magalhães no Instituto Politécnico Cávado e Ave (IPCA) iniciou-se em fevereiro de 2018.

Após o sucesso na remodelação interior da Escola Superior de Gestão, a FM Magalhães ficou encarregue da construção da Portaria do Campus IPCA. É prevista a construção de edifício e arranjos exteriores. Orçada em 80 mil euros.